Ética é o conjunto de valores, ou padrões, a partir dos quais uma pessoa entende o que seja certo ou errado e toma decisões. A ética é importante por que respeita os outros e a dignidade humana.
Domingo, 28 de Fevereiro de 2010
“Veja-Se em Mim”, edição do autor




“Seu livro é como que um protesto contra a hipocrisia”, me disse um excelente professor que tive no curso de filosofia. De fato, essa falsidade, posso dizer, natalina, do dia a dia, é algo contra o que falo no livro.

Vamos lá. Meu objetivo com este blog não é sinceramente dissecar o livro “Veja-Se em Mim”, mas, apontar alguns pontos relevantes dele, que possam levar os curiosos leitores a compreender o seu verdadeiro conteúdo, mesmo sem tê-lo em mãos para folhear.

Eu objetivo, além disso, esclarecer que o tema vegetarianismo é sim parte do que escrevi, mas uma parte bem pequena.
Eu repudio o consumo de carne num trecho do texto “Só nos colocamos no lugar dos outros se estivermos lá”, que tem uma ilustração forte, por meio da qual faço o mesmo (reproduzida logo abaixo – desenho elaborado por mim, Igor Gonçalves, e Maurício Alves da Costa), no entanto, o tema principal desse escrito não é o vegetarianismo, e sim a empatia.



Só nos colocamos nos lugar dos outros se estivermos lá






A indústria da carne não existiria sem os seus consumidores. Quem a consome, sim, manda que a fabriquem, e toma, desse modo, partido da covardia que é matar um animal plenamente saudável e com expectativas de continuar não apenas vivo, mas buscando sentir o máximo de prazer que puder enquanto viver.

Há algum tempo, eu optei por renegar o meu passado de assassino indireto, não comendo mais carne (é uma das muitas mudanças que eu deveria provocar em mim). Estou certo de que os animais não nascem apenas para morrer antes que tenham vivido; e de que sua fragilidade não é um motivo para que eu os massacre, mas para que eu os defenda.

Escuto de alguns cristãos que (só para que o que escrevo envolva um bom número de pessoas) a bíblia lhes encoraja a ser covardes, isto é, que está lá a autorização para que o seu ato ruim de comer carne seja reprisado. Isso me assusta, e chamo isso de um mal, pois quem conhece como é o processo de transformação de carne viva em carne morta para o livre consumo, não pode, seriamente, concordar que toda aquela tortura seja um bem. Não se for alguém com um pouco de bom senso e que não esteja de brincadeira. Sem contar o desprazer ao qual são submetidos muitos animais antes do abate, como fica o seu direito à vida? Não o tem, sob nenhuma hipótese?Por que não?

O fato de um erro ser repetido várias vezes não faz dele algo correto. Se o hábito é ruim (matar animais, quando há alternativas a isso, torturar), deve, sem dúvida, ser repudiado. No entanto, isso não parece ser o que pensam os carnívoros. As suas consciências se apagam a todo instante... no entanto, não parece ser por abarcarem a culpa, mas para não se preocuparem com o que o costume ousa chamar de sem importância e natural, a saber: toda essa insensibilidade coletiva saboreando o produto dessa matança desnecessária.

E se ouve da boca de legumes intelectuais, com frequência, isto: “não quero nem saber. Não quero nem pensar.” E, muitas vezes, os comedores de carne transformam os vegetarianos em piada, ao mesmo tempo em que batem no seu peito para se orgulhar do que, na verdade, deveriam se envergonhar. O mal não pode ser um bem, não obstante, tem sido.
((isso, comento aqui, não está assim escrito no livro))



Como opção para dar seguimento aos meus breves comentários, decidi por copiar aqui uma apresentação da obra, esta gravada na orelha do próprio livro. (a visão dos leitores me importa)
Na sequência, cito parte do que preparei para o lançamento do livro, que se deu no dia 08/10/2009. (algumas palavras sobre a minha visão do que escrevi. Por que não?)



Veja-Se em Mim


publicado por Maluvfx às 19:47
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Rede TV entrevista Nina Rosa e Eric Slywitch neste domingo, 28

.
Assista à entrevista sobre vegetarianismo com a  ativista Nina Rosa Jacob e o médico nutrólogo Eric Slywitch, no programa “Deus médico dos médicos”

O (ótimo) bate papo vai ao ar na hora do almoço (12h) deste domingo, 28, na RedeTV.
Muito esclarecedor para aqueles que ainda não experimentaram a culinária sem crueldade, e para aqueles que já se alimentam de forma ética. 

ANDA


publicado por Maluvfx às 14:28
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Verdade...?!


Meat The Truth - Uma Verdade Mais Que Inconveniente
[Legendado Pt]
Um documentário feito pelo "Partido dos Animais" da Holanda. É a resposta ao "An Inconvenient Truth" do Al Gore, que trata de algumas das causas do aquecimento global, poluição e males afins, mas deixa a questão da pecuária de lado (por motivos politicos). A pecuária é a maior responsável por essa devastação. Acha isso loucura? Assista! Conscientização só cresce!


AN INCONVENIENT TRUTH - first 10 minutes


publicado por Maluvfx às 14:21
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Projeto “Mens sana in corpore sano”
No ano de 2006, em uma escola pública da cidade de São Paulo, nascia da parceria de uma bióloga e um professor de Filosofia um projeto político-pedagógico entitulado “Mens sana in corpore sano”. O projeto tinha como objetivo conscientizar os jovens alunos sobre os malefícios e imoralidade do consumo de produtos de origem animal para seus corpos em formação, para os ecossistemas que compõe esse globo que co-habitamos e, principalmente, para os animais não-humanos que são privados da liberdade e da vida para satisfazer a insensatez humana.


Em São Paulo, projeto em escolas públicas continua vencendo barreiras especistas
O projeto continua a cada dia mais firme no seu objetivo. No entanto, os métodos de abordagem dos temas (Ética alimentar, ambiental e animal, Direitos Animais, Veganismo e Abolicionismo) desenvolvidos em sala de aula, tornaram-se mais desafiadores. E por desafiar os tradicionais hábitos alimentares, científicos e lúdicos, ou seja, a coisificação dos não-humanos; o projeto torna-se alvo de críticas – que até o momento, como todo palavrório especista, não tem a mínima base lógica e muito menos ética - , de todos os que não aceitam a possibilidade de mudança em nossos costumes em nível pessoal, local e fundamentalmente global.
Críticas ou convercê à parte, os frutos estão amadurecendo a cada ano. Novos adeptos juvenis adotam o vegetarianismo e depois o veganismo como estilo de vida e muitos já estão engajados no ativismo dos Direitos Animais. O projeto Mens sana in corpore sano transcendeu o mero status de mais um projeto pedagógico de uma escola. Já foi apresentado e trabalhado em várias escolas, além de ter atingido centenas de lares com a mensagem de que para se ter uma mente sã é necessário termos também um corpo são.


Fonte



publicado por Maluvfx às 14:11
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Tourada polémica cancelada em Vila Franca de Xira
Receitas deveriam reverter para associação de defesa dos animais

Cartaz do festival taurino que foi cancelado

O festival taurino que estava marcado para as 16h00 deste domingo na Praça Palha Blanco, em Vila Franca de Xira, foi cancelado pela organização, que alegou o mau tempo sentido nos últimos dias para anular uma iniciativa cujas receitas deveriam reverter para a Associação dos Amigos dos Animais da cidade.

"A Empresa Tauroleve e a Casa dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira anunciam que o tempo adverso dos últimos dias impossibilitou hoje a recuperação da arena da centenária Praça de Toiros Palha Blanco, pelo que o espectáculo que estava anunciado para o dia de hoje foi anulado", anunciou a empresa Tauroleve e a Casa dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira em comunicado.
O festival taurino estava a provocar polémica porque, apesar de metade das receitas reverterem para a construção de um canil para a Associação dos Amigos dos Animais de Vila Franca de Xira, os responsáveis por essa entidade tinham vindo dizer que não poderiam aceitar um donativo resultante de um espectáculo de tauromaquia.


publicado por Maluvfx às 12:44
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Tourada polémica cancelada em Vila Franca de Xira
Cartaz do festival taurino que foi canceladoCartaz do festival taurino que foi cancelado

Receitas deveriam reverter para associação de defesa dos animais


O festival taurino que estava marcado para as 16h00 deste domingo na Praça Palha Blanco, em Vila Franca de Xira, foi cancelado pela organização, que alegou o mau tempo sentido nos últimos dias para anular uma iniciativa cujas receitas deveriam reverter para a Associação dos Amigos dos Animais da cidade.

"A Empresa Tauroleve e a Casa dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira anunciam que o tempo adverso dos últimos dias impossibilitou hoje a recuperação da arena da centenária Praça de Toiros Palha Blanco, pelo que o espectáculo que estava anunciado para o dia de hoje foi anulado", anunciou a empresa Tauroleve e a Casa dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira em comunicado.
O festival taurino estava a provocar polémica porque, apesar de metade das receitas reverterem para a construção de um canil para a Associação dos Amigos dos Animais de Vila Franca de Xira, os responsáveis por essa entidade tinham vindo dizer que não poderiam aceitar um donativo resultante de um espectáculo de tauromaquia.



publicado por Maluvfx às 12:44
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Porto: um vegetariano para gente sofisticada e não fundamentalista
Chama-se Essência e fica numa bela moradia dos anos 40 restaurada no Porto. É vegetariano, mas também contempla os clientes que não dispensam peixe ou carne





Vegetariano mas fino: Risotto de espargos verdes com molho aromático de tomate
"Sou vegetariana há dez anos e sempre tive dificuldade em ir com amigos jantar a restaurantes deste tipo no Porto. Esta ideia surgiu quando um dia estava em Lisboa, na esplanada de um restaurante muito agradável. Porque não criar um restaurante vegetariano confortável e com boa qualidade de serviço, sem self-service, tabuleiros, luz branca e lojinha de produtos?", diz Alexandra Rola, a mentora deste projecto.

A ideia surgiu na hora H. Com a irmã, Cristina, e uma amiga, Isabel Machado, criou a sociedade. Alexandra e Cristina eram enfermeiras e tinham uma clínica, que deixaram. O cunhado, António Ramos, médico e casado com Cristina, acabara de herdar este belo edifício dos anos 40, que em tempos funcionara como fábrica têxtil, na cave, e como habitação, no primeiro andar. Não a queria para residência, mas também não a queria vender. A solução do restaurante foi perfeita.

A casa foi adaptada, com um projecto do arquitecto Rui Leite, a equipa de cozinheiros foi encontrada (Vítor Neto e Margarida Cardoso) e o restaurante foi inaugurado em Maio do ano passado. Do recheio original pouco ficou, excepto o imponente aparador da sala de cima. "Com uma ementa variada e uma carta de vinhos interessante", esclarece Alexandra Rola. "Uma antecâmara confortável convida a saborear um aperitivo enquanto lhe preparam a mesa. Na sala de jantar, a atmosfera leve, a luminosidade perfeita e os aromas confundindos conciliam os sentidos", acrescenta o texto de apresentação. O restaurante divide-se entre a tal antecâmara, a sala principal e uma esplanada, no rés-do-chão. No andar de cima existe uma segunda sala, para grupos.

Da ementa destacam-se, como entradas, a salada de nozes caramelizadas, as trouxas de massa filo com queijo brie, molho aromático de tomate e mel e os soufflés de cogumelos com aveludado de soja. Depois a carta vai-se dividindo em secções. De "O tofu, o seitan e a soja", a co-proprietária realça o tofu com alecrim e feijão-verde, batata no forno e molho cremoso de alho, os bifes de seitan e espinafres com molho de queijo e vinho do Porto e ainda o timbale de courgettes, ervilhas e soja com ervas e especiarias. No capítulo "A massa, os ovos e o risotto", destaca os ravioli de espinafres e tofu em marinada de açafrão com molho de tomate e o risotto de dois cogumelos. Para os casmurros que não dispensam a chicha, há uma selecção de quatro pratos (bacalhau, gambas, pato e bife do lombo), da qual Alexandra selecciona o risotto de gambas e açafrão com cebolinho. Há ainda uma "proposta juvenil", com três pratos mais económicos e de paladar fácil. A lista das sobremesas contempla oito hipóteses, com relevo para a essência do chocolate (um bolo de chocolate com gelado de citrinos e verduras e zesto de citrinos), a tarte de cardamomo com praline de noz de macadâmia e a mousse de lima. Mas não ficamos por aqui. A encerrar, "A opção fresca" propõe, além de uma selecção de frutas frescas, cinco propostas geladas. Um jantar completo, com vinho incluído, pode oscilar entre os 20 e os 25 euros por pessoa.

Ao almoço, o essência tem um regime mais económico. De segunda a sexta-feira, propõe um menu vegetariano e um menu não vegetariano com pratos do dia. E duas opções: o menu completo (entrada, prato principal e sobremesa) e o menu reduzido (entrada ou sobremesa e prato principal). No menu vegetariano, o completo custa €8 e o reduzido €6; no não vegetariano, o completo passa para €9,50 e o reduzido para €7,50. 
Essência
Rua Pedro Hispano, 1190, Porto. 228 301 813 /960 492 992. Horário: Almoço: 12h30-15h00/Jantar: segunda a quinta-feira, 19h30-22h00; sexta-feira e sábado, 19h30-24h00. Encerra ao domingo e feriados.


publicado por Maluvfx às 12:08
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Porto: um vegetariano para gente sofisticada e não fundamentalista
Chama-se Essência e fica numa bela moradia dos anos 40 restaurada no Porto. É vegetariano, mas também contempla os clientes que não dispensam peixe ou carne





Vegetariano mas fino: Risotto de espargos verdes com molho aromático de tomate
"Sou vegetariana há dez anos e sempre tive dificuldade em ir com amigos jantar a restaurantes deste tipo no Porto. Esta ideia surgiu quando um dia estava em Lisboa, na esplanada de um restaurante muito agradável. Porque não criar um restaurante vegetariano confortável e com boa qualidade de serviço, sem self-service, tabuleiros, luz branca e lojinha de produtos?", diz Alexandra Rola, a mentora deste projecto.

A ideia surgiu na hora H. Com a irmã, Cristina, e uma amiga, Isabel Machado, criou a sociedade. Alexandra e Cristina eram enfermeiras e tinham uma clínica, que deixaram. O cunhado, António Ramos, médico e casado com Cristina, acabara de herdar este belo edifício dos anos 40, que em tempos funcionara como fábrica têxtil, na cave, e como habitação, no primeiro andar. Não a queria para residência, mas também não a queria vender. A solução do restaurante foi perfeita.

A casa foi adaptada, com um projecto do arquitecto Rui Leite, a equipa de cozinheiros foi encontrada (Vítor Neto e Margarida Cardoso) e o restaurante foi inaugurado em Maio do ano passado. Do recheio original pouco ficou, excepto o imponente aparador da sala de cima. "Com uma ementa variada e uma carta de vinhos interessante", esclarece Alexandra Rola. "Uma antecâmara confortável convida a saborear um aperitivo enquanto lhe preparam a mesa. Na sala de jantar, a atmosfera leve, a luminosidade perfeita e os aromas confundindos conciliam os sentidos", acrescenta o texto de apresentação. O restaurante divide-se entre a tal antecâmara, a sala principal e uma esplanada, no rés-do-chão. No andar de cima existe uma segunda sala, para grupos.

Da ementa destacam-se, como entradas, a salada de nozes caramelizadas, as trouxas de massa filo com queijo brie, molho aromático de tomate e mel e os soufflés de cogumelos com aveludado de soja. Depois a carta vai-se dividindo em secções. De "O tofu, o seitan e a soja", a co-proprietária realça o tofu com alecrim e feijão-verde, batata no forno e molho cremoso de alho, os bifes de seitan e espinafres com molho de queijo e vinho do Porto e ainda o timbale de courgettes, ervilhas e soja com ervas e especiarias. No capítulo "A massa, os ovos e o risotto", destaca os ravioli de espinafres e tofu em marinada de açafrão com molho de tomate e o risotto de dois cogumelos. Para os casmurros que não dispensam a chicha, há uma selecção de quatro pratos (bacalhau, gambas, pato e bife do lombo), da qual Alexandra selecciona o risotto de gambas e açafrão com cebolinho. Há ainda uma "proposta juvenil", com três pratos mais económicos e de paladar fácil. A lista das sobremesas contempla oito hipóteses, com relevo para a essência do chocolate (um bolo de chocolate com gelado de citrinos e verduras e zesto de citrinos), a tarte de cardamomo com praline de noz de macadâmia e a mousse de lima. Mas não ficamos por aqui. A encerrar, "A opção fresca" propõe, além de uma selecção de frutas frescas, cinco propostas geladas. Um jantar completo, com vinho incluído, pode oscilar entre os 20 e os 25 euros por pessoa.

Ao almoço, o essência tem um regime mais económico. De segunda a sexta-feira, propõe um menu vegetariano e um menu não vegetariano com pratos do dia. E duas opções: o menu completo (entrada, prato principal e sobremesa) e o menu reduzido (entrada ou sobremesa e prato principal). No menu vegetariano, o completo custa €8 e o reduzido €6; no não vegetariano, o completo passa para €9,50 e o reduzido para €7,50. 
Essência
Rua Pedro Hispano, 1190, Porto. 228 301 813 /960 492 992. Horário: Almoço: 12h30-15h00/Jantar: segunda a quinta-feira, 19h30-22h00; sexta-feira e sábado, 19h30-24h00. Encerra ao domingo e feriados.


publicado por Maluvfx às 12:08
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Porto: um vegetariano para gente sofisticada e não fundamentalista
Chama-se Essência e fica numa bela moradia dos anos 40 restaurada no Porto. É vegetariano, mas também contempla os clientes que não dispensam peixe ou carne





Vegetariano mas fino: Risotto de espargos verdes com molho aromático de tomate
"Sou vegetariana há dez anos e sempre tive dificuldade em ir com amigos jantar a restaurantes deste tipo no Porto. Esta ideia surgiu quando um dia estava em Lisboa, na esplanada de um restaurante muito agradável. Porque não criar um restaurante vegetariano confortável e com boa qualidade de serviço, sem self-service, tabuleiros, luz branca e lojinha de produtos?", diz Alexandra Rola, a mentora deste projecto.

A ideia surgiu na hora H. Com a irmã, Cristina, e uma amiga, Isabel Machado, criou a sociedade. Alexandra e Cristina eram enfermeiras e tinham uma clínica, que deixaram. O cunhado, António Ramos, médico e casado com Cristina, acabara de herdar este belo edifício dos anos 40, que em tempos funcionara como fábrica têxtil, na cave, e como habitação, no primeiro andar. Não a queria para residência, mas também não a queria vender. A solução do restaurante foi perfeita.

A casa foi adaptada, com um projecto do arquitecto Rui Leite, a equipa de cozinheiros foi encontrada (Vítor Neto e Margarida Cardoso) e o restaurante foi inaugurado em Maio do ano passado. Do recheio original pouco ficou, excepto o imponente aparador da sala de cima. "Com uma ementa variada e uma carta de vinhos interessante", esclarece Alexandra Rola. "Uma antecâmara confortável convida a saborear um aperitivo enquanto lhe preparam a mesa. Na sala de jantar, a atmosfera leve, a luminosidade perfeita e os aromas confundindos conciliam os sentidos", acrescenta o texto de apresentação. O restaurante divide-se entre a tal antecâmara, a sala principal e uma esplanada, no rés-do-chão. No andar de cima existe uma segunda sala, para grupos.

Da ementa destacam-se, como entradas, a salada de nozes caramelizadas, as trouxas de massa filo com queijo brie, molho aromático de tomate e mel e os soufflés de cogumelos com aveludado de soja. Depois a carta vai-se dividindo em secções. De "O tofu, o seitan e a soja", a co-proprietária realça o tofu com alecrim e feijão-verde, batata no forno e molho cremoso de alho, os bifes de seitan e espinafres com molho de queijo e vinho do Porto e ainda o timbale de courgettes, ervilhas e soja com ervas e especiarias. No capítulo "A massa, os ovos e o risotto", destaca os ravioli de espinafres e tofu em marinada de açafrão com molho de tomate e o risotto de dois cogumelos. Para os casmurros que não dispensam a chicha, há uma selecção de quatro pratos (bacalhau, gambas, pato e bife do lombo), da qual Alexandra selecciona o risotto de gambas e açafrão com cebolinho. Há ainda uma "proposta juvenil", com três pratos mais económicos e de paladar fácil. A lista das sobremesas contempla oito hipóteses, com relevo para a essência do chocolate (um bolo de chocolate com gelado de citrinos e verduras e zesto de citrinos), a tarte de cardamomo com praline de noz de macadâmia e a mousse de lima. Mas não ficamos por aqui. A encerrar, "A opção fresca" propõe, além de uma selecção de frutas frescas, cinco propostas geladas. Um jantar completo, com vinho incluído, pode oscilar entre os 20 e os 25 euros por pessoa.

Ao almoço, o essência tem um regime mais económico. De segunda a sexta-feira, propõe um menu vegetariano e um menu não vegetariano com pratos do dia. E duas opções: o menu completo (entrada, prato principal e sobremesa) e o menu reduzido (entrada ou sobremesa e prato principal). No menu vegetariano, o completo custa €8 e o reduzido €6; no não vegetariano, o completo passa para €9,50 e o reduzido para €7,50. 
Essência
Rua Pedro Hispano, 1190, Porto. 228 301 813 /960 492 992. Horário: Almoço: 12h30-15h00/Jantar: segunda a quinta-feira, 19h30-22h00; sexta-feira e sábado, 19h30-24h00. Encerra ao domingo e feriados.


publicado por Maluvfx às 12:08
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Alimentos Vegetarianos Típicos





Alimentos Vegetarianos Típicos

Nesta página são apresentados alguns alimentos mais típicos de dietas vegetarianas. No entanto, não é necessário que os vegetarianos incluam estes alimentos na sua dieta. O mais importante numa dieta equilibrada é incluir muitos legumes, fruta, leguminosas (como feijão, grão-de-bico, lentilhas, etc.) e cereais (como arroz, pão e massa, de preferência integrais).
A maioria dos alimentos aqui apresentados encontra-se facilmente em qualquer loja de produtos/naturais dietéticos, sendo que alguns também se encontram nos hipermercados e supermercados.



Substitutos de Carne

Salsichas e Hambúrgeres
É muito simples e fácil substituir a carne nos mais variados pratos. Os substitutos de carne mais económicos e acessíveis são as leguminosas, como o feijão, o grão-de-bico e as lentilhas, por exemplo. Quando se pretende um substituto com aspecto e ou textura semelhantes aos da carne, pode utilizar-se a proteína de soja texturizada, o seitan ou o tofu. Existem também diversos alimentos vegetais processados que são extremamente semelhantes às versões feitas a partir de carne. É possível comprar salsichas vegetais, hambúrgeres vegetais e até chouriço vegetal. Uma desvantagem destes alimentos vegetarianos processados é que são normalmente bastante dispendiosos.

Leite Vegetal

Bebida Soja
O leite vegetal mais popular entre os vegetarianos é o leite de soja, mas também existe leite de aveia e leite de arroz. Os diferentes leites vegetais têm sabores bastantes distintos e os leites de soja também variam bastante de sabor consoante a marca. Não se assuste se experimentar algum que não goste, quase de certeza que há outros leites vegetais com um sabor que lhe agrade mais (os leites de soja simples mais saborosos costumam ser os que incluem aroma de maçã) .
A maioria dos leites vegetais é enriquecida com cálcio numa quantidade idêntica ao existente no leite de vaca, pelo que esses leites vegetais são uma fonte de cálcio equiparável ao leite de vaca.

Queijo Vegetal

Queijo de Soja
Para muitos vegetarianos, o queijo é o alimento de origem animal que mais lhes custa a abandonar. No entanto, cada vez há mais oferta de queijos vegetais com um sabor muito idêntico ao queijo de origem animal, pelo que é possível continuar a desfrutar de um paladar semelhante ao do queijo sem contribuir para a crueldade animal. Existem queijos vegetais de diversos sabores e consistências, sendo inclusive possível utilizá-los em pizas vegetais, por exemplo.

Substitutos de Ovos

Substituto de Ovo
Na maioria das receitas com ovos, é possível encontrar bons substitutos vegetais para os ovos. Por exemplo, pode substituir-se um ovo com:
  • 2 colheres de sopa de amido de milho misturado com 2 colheres de sopa de água.
  • 1/4 de chávena de banana triturada.
  • 1/4 de chávena de puré de maça.
  • 40 g de tofu triturado com água ou triturado com os líquidos da receita.
  • 1 colher de sopa de linhaça triturada com 3 colheres de sopa de água.
O tofu costuma resultar bem em pratos salgados, como quiches. A linhaça triturada é um bom substituto da clara de ovo. Também são comercializados alguns substitutos de ovo vegetais em pó, mas não é muito fácil encontrá-los à venda em Portugal.

Proteína de Soja Texturizada/Soja Granulada

Proteína de Soja
A proteína de soja texturizada (ou soja granulada) é uma fonte de proteína muito económica criada a partir de farinha de soja por um processo industrial. A proteína de soja texturizada é também rica em ferro, cálcio, fibra e zinco. Dado que se trata de um alimento desidratado, a proteína de soja texturizada tem de ser reidratada em água quente durante uns 10 minutos ou durante o processo de cozedura.
A proteína de soja texturizada tem cerca de 50% de proteína (antes de ser reidratada) e, depois de cozinhada, tem uma textura idêntica à de carne picada. Para além do granulado fino, existe também proteína de soja texturizada em pedaços maiores (mas não costuma ficar tão saborosa).

Molho de Soja (Shoyu)

Molho de Soja
O molho de soja é um condimento utilizado em substituição do sal e foi originalmente criado na China há milhares de anos. O molho de soja é feito com soja fermentada, trigo, sal e água.
No Japão, o molho de soja é denominado shoyu, sendo este o molho de soja mais popular de boa qualidade que se encontra à venda em Portugal. Também de origem japonesa, o tamari é outro molho de soja popular, mas com um sabor mais forte e sem trigo (ou com quantidade muito reduzida de trigo).
Uma vez que contém sal, o molho de soja deve ser utilizado com moderação. No entanto, o molho de soja permite conferir um sabor agradável e característico aos alimentos com menor quantidade de sal do que se fosse utilizado sal por si só.

Tofu

Tofu
O tofu é um alimento feito a partir de feijões de soja, água e um agente coagulante, com origem na China, onde já é utilizado há milhares de anos. É uma excelente fonte de proteína e de cálcio. O tofu é um alimento com um sabor neutro, mas que absorve muito facilmente diferentes sabores, o que o torna num alimento extremamente versátil que tanto pode ser utilizado em pratos salgados como doces.
O tofu vende-se normalmente embalado com água. Depois de aberto, o tofu não utilizado pode voltar a ser armazenado no frigorífico imerso em água num recipiente fechado.

Seitan

Seitan
O seitan é um alimento rico em proteína feito à base de glúten de trigo e utilizado na Ásia há centenas de anos. Embora seja feito de trigo, não tem grandes semelhanças com o pão. Quando cozinhado, o seitan tem um aspecto e textura extremamente idênticos aos da carne, sendo muito popular como substituto da carne.
O seitan vende-se normalmente embalado com água. Depois de aberto, pode voltar a armazenar-se no frigorífico imerso em água num recipiente fechado.

Tempeh

Tempeh
O tempeh é um alimento feito a partir de feijão de soja integral, cozinhado e fermentado. Ao contrário do tofu, tem um sabor distinto, sendo por vezes incluídos cereais na sua produção. O tempeh é um alimento altamente nutritivo, rico em proteína, cálcio e isoflavonóides, e com muito baixo teor de gordura. Trata-se de um aglomerado firme e compacto de feijões de soja, sendo recomendável cortá-lo em rodelas ou pequenos cubos para o cozinhar, por exemplo, num refogado.

Quinoa

Quinoa
A quinoa é um alimento nativo da América do Sul, conhecido como o "ouro dos Incas". Embora seja conhecida como cereal, trata-se de uma semente de excelente valor nutricional. É muito rica em proteínas, incluindo todas as proteínas essenciais, o que faz dela um alimento bastante adequado para os vegetarianos. A quinoa é também muito rica em fibra, magnésio, ferro e fósforo, e é isenta de glúten, sendo por isso um alimento de fácil digestão. A preparação da quinoa é idêntica à dos cereais integrais (como o arroz), mas a sua cozedura é bastante mais rápida (15-20 minutos).

Tahini

Tahini
O tahini é uma pasta feita a partir de sementes de sésamo sem casca com origem no Médio Oriente, onde é utilizado há centenas de anos. Existem pastas de sésamo feitas a partir de sementes de sésamo com casca, mas são mais amargas e espessas do que o tahini.
O tahini é idêntico à manteiga de amendoim em consistência e sabor, mas de valor nutricional superior. É muito rico em cálcio e é muito popular sobretudo como ingrediente para fazer hummus, um alimento típico do Médio Oriente, feito à base de grão-de-bico e tahini.



_________________________________________



Receitas Vegetarianas

Aqui poderá encontrar algumas receitas 100% vegetais simples e saborosas. Para uma maior variedade de receitas, poderá consultar, por exemplo, a secção de receitas do Centro Vegetarino (ter em atenção que nalgumas receitas deverá substituir os ovos e/ou o leite, pois o site inclui receitas ovolactovegetarianas) ou o site VegWeb.com (em inglês).

Tofu Com Tomate

Esta receita é uma forma muito simples e saborosa de preparar tofu. A mesma receita pode ser utilizada para preparar seitan.

Hummus

O hummus é uma receita vegetariana altamente nutritiva e saborosa que é muito utilizada no Médio Oriente.

Massa de 'Salsicha' e Espinafre

Uma massa vegetariana muito rápida e simples de fazer para quando é precisa uma refeição rápida.

Caril de Grão-de-bico

Uma receita muito simples para grão-de-bico que pode acompanhar arroz ou massa.

Bolo de Chocolate Vegetariano

Um bolo de chocolate vegetariano húmido e delicioso que é facílimo de preparar.

Feijoada Vegetariana

Uma feijoada vegetal, tão ou mais saborosa do que a feijoada tradicional.

Pizza Vegetariana

Uma piza 100% vegetal muito saborosa e fácil de fazer.


publicado por Maluvfx às 12:07
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Benefícios da Vitamina C

“Vermelho e Negro”

Cavalos e Pessoas II

Cavalos e pessoas I

POR QUE AS TOURADAS SÃO F...

Ponto de Vista VITAL: “A ...

O homem é superior aos an...

"A transmissão das tourad...

Touradas

Por isso é muito difícil ...

arquivos

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Maio 2006

Dezembro 2005

Outubro 2003

Julho 2002

tags

todas as tags

favoritos

ANTI-TOURADAS

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds