Ética é o conjunto de valores, ou padrões, a partir dos quais uma pessoa entende o que seja certo ou errado e toma decisões. A ética é importante por que respeita os outros e a dignidade humana.

Segunda-feira, 9 de Agosto de 2010
Associação Animal recebe 350 denúncias de maus tratos todos os meses
Autoridades não actuam por limitação da lei e pouca sensibilidade, diz associação.
Animal recebe 350 denúncias de maus tratos todos os meses
Todos os meses a associação Animal recebe, em média, 300 a 350 denúncias de maus tratos a animais. Na maioria, cães que os donos abandonaram ou fecharam em casa, privando-os de cuidados ou alimentação. Mas estes números estão muito aquém da realidade global do País, pois muitas das queixas são feitas directamente às autoridades. Contudo, considera Rita Silva, da Animal, as burocracias e limitações da lei, e a falta de sensibilidade das forças policiais e judiciais, não permitem resolver o problema. Por exemplo, retirando o cão ao dono que o maltratou.

Em Espanha, um juiz tomou recentemente uma decisão inédita, ao retirar um cão ao dono por este lhe infligir maus tratos sistemáticos. Mas neste país, tratar mal os animais é um crime punível com uma pena de prisão de três meses até um ano. Cá, um comportamento destes poderia apenas ser punido com uma contra-ordenação até 3740 euros, explicou ao DN, Ana Silva, da Animal. Mesmo assim, acrescenta, "raramente as pessoas chegam a ser multadas".

"Depende da boa vontade e da sensibilidade de quem recebe a queixa, e da interpretação que faz da lei. Muitas vezes, nem sabem que são autoridade na matéria", afirma a dirigente da associação. Se as autoridades (policiais ou veterinárias) responderem à denúncia, podem admoestar ou instaurar um auto, explica, citando a lei.

São raros os casos em que os animais são retirados aos donos, pois tal pressupõe a concordância dos mesmos ou exige um mandado judicial para entrar no domicílio. "Acontece apenas em casos extremos, quando as pessoas têm mais animais do que devem e põem em causa a saúde pública. Por exemplo, uma colecção de cães ou gatos, onde estes acabam por se comer uns aos outros."
Quando os animais ficam à guarda do Estado, como prevê a lei, há oito dias para as condições serem restabelecidas ou o animal adoptado. "Senão são alienados, ou seja, mortos no canil. A maioria dos canis não tem condições para os manter ou esterilizar."

Ana Cristina Figueiredo, jurista da Quercus, também critica a inexistência de mecanismos legais que permitam actuar directamente, e até prevenir, estes problemas. "Muitas pessoas denunciam. Mas os casos resolvidos são poucos. O domicílio é inviolável e quando não há vontade das pessoas, nem o organismo policial pode entrar", disse ao DN. E exemplifica: em Cascais, havia um leão a viver em cativeiro. Só com um mandado judicial foi possível lá entrar.

Fonte


publicado por Maluvfx às 17:42
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Associação Animal recebe 350 denúncias de maus tratos todos os meses
Autoridades não actuam por limitação da lei e pouca sensibilidade, diz associação.
Animal recebe 350 denúncias de maus tratos todos os meses
Todos os meses a associação Animal recebe, em média, 300 a 350 denúncias de maus tratos a animais. Na maioria, cães que os donos abandonaram ou fecharam em casa, privando-os de cuidados ou alimentação. Mas estes números estão muito aquém da realidade global do País, pois muitas das queixas são feitas directamente às autoridades. Contudo, considera Rita Silva, da Animal, as burocracias e limitações da lei, e a falta de sensibilidade das forças policiais e judiciais, não permitem resolver o problema. Por exemplo, retirando o cão ao dono que o maltratou.

Em Espanha, um juiz tomou recentemente uma decisão inédita, ao retirar um cão ao dono por este lhe infligir maus tratos sistemáticos. Mas neste país, tratar mal os animais é um crime punível com uma pena de prisão de três meses até um ano. Cá, um comportamento destes poderia apenas ser punido com uma contra-ordenação até 3740 euros, explicou ao DN, Ana Silva, da Animal. Mesmo assim, acrescenta, "raramente as pessoas chegam a ser multadas".

"Depende da boa vontade e da sensibilidade de quem recebe a queixa, e da interpretação que faz da lei. Muitas vezes, nem sabem que são autoridade na matéria", afirma a dirigente da associação. Se as autoridades (policiais ou veterinárias) responderem à denúncia, podem admoestar ou instaurar um auto, explica, citando a lei.

São raros os casos em que os animais são retirados aos donos, pois tal pressupõe a concordância dos mesmos ou exige um mandado judicial para entrar no domicílio. "Acontece apenas em casos extremos, quando as pessoas têm mais animais do que devem e põem em causa a saúde pública. Por exemplo, uma colecção de cães ou gatos, onde estes acabam por se comer uns aos outros."
Quando os animais ficam à guarda do Estado, como prevê a lei, há oito dias para as condições serem restabelecidas ou o animal adoptado. "Senão são alienados, ou seja, mortos no canil. A maioria dos canis não tem condições para os manter ou esterilizar."

Ana Cristina Figueiredo, jurista da Quercus, também critica a inexistência de mecanismos legais que permitam actuar directamente, e até prevenir, estes problemas. "Muitas pessoas denunciam. Mas os casos resolvidos são poucos. O domicílio é inviolável e quando não há vontade das pessoas, nem o organismo policial pode entrar", disse ao DN. E exemplifica: em Cascais, havia um leão a viver em cativeiro. Só com um mandado judicial foi possível lá entrar.

Fonte


publicado por Maluvfx às 17:42
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Sexta-feira, 6 de Agosto de 2010
Protesto antitouradas no Campo Pequeno
Corrida de touros de ontem no Campo Pequeno contou com uma manifestação promovida pela Animal. Defensores dos animais aproveitaram a boleia da recente proibição de touradas decretada na Catalunha.

Protesto da Animal foi em defesa dos touros. A corrida de touros em homenagem ao emigrante, realizada ontem em Lisboa, trouxe para as portas do Campo Pequeno alguns manifestantes.

À semelhança do que aconteceu na Catalunha, Espanha, também eles apelaram para que se encerre a tradição em Portugal.

Para acentuar o protesto, os ativistas pintaram os corpos com as cores das bandeiras da Catalunha e de Portugal.

Fonte: Expresso


publicado por Maluvfx às 06:55
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Protesto antitouradas no Campo Pequeno
Corrida de touros de ontem no Campo Pequeno contou com uma manifestação promovida pela Animal. Defensores dos animais aproveitaram a boleia da recente proibição de touradas decretada na Catalunha.

Protesto da Animal foi em defesa dos touros. A corrida de touros em homenagem ao emigrante, realizada ontem em Lisboa, trouxe para as portas do Campo Pequeno alguns manifestantes.

À semelhança do que aconteceu na Catalunha, Espanha, também eles apelaram para que se encerre a tradição em Portugal.

Para acentuar o protesto, os ativistas pintaram os corpos com as cores das bandeiras da Catalunha e de Portugal.

Fonte: Expresso


publicado por Maluvfx às 06:55
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Quinta-feira, 29 de Julho de 2010
Associação Animal prepara petição em Portugal
A proibição das corridas de touros na Monumental de Barcelona "é o princípio do fim das touradas nos oito países do mundo onde existem". A opinião é de Rita Silva, presidente da Associação Animal, que está a preparar uma petição a exigir o fim das corridas de touros em Portugal.

Em declarações ao JN, a dirigente da associação de defesa dos animais revelou que irá avançar o processo de recolha de assinaturas para uma petição popular, a ser entregue na Assembleia da República, no reinicio dos trabalhos parlamentares, a seguir às férias de Verão.

O novo alento que os defensores da proibição das touradas sentem com a decisão do Parlamento catalão é desvalorizados pelos aficcionados. É o caso do cavaleiro Joaquim Bastinhas, que, contactado pelo JN, garantiu que a tauromaquia está de "boa saúde".
"Enquanto houver espectadores, as touradas não podem acabar. E neste momento as praças estão cheias de público", disse.

Joaquim Bastinhas recorreu também ao argumento económico para defender a manutenção da actividade, ao sublinhar que "a seguir ao futebol, a tourada é o espectáculo que mais gente movimenta, entre toureiros, ganadeiros e muitas outras pessoas".

Fonte: JN

 Catalunha repudia 'fiesta nacional' e proíbe touradas
 Direita espanhola reage contra proibição de touradas na Catalunha




publicado por Maluvfx às 03:28
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Associação Animal prepara petição em Portugal
A proibição das corridas de touros na Monumental de Barcelona "é o princípio do fim das touradas nos oito países do mundo onde existem". A opinião é de Rita Silva, presidente da Associação Animal, que está a preparar uma petição a exigir o fim das corridas de touros em Portugal.

Em declarações ao JN, a dirigente da associação de defesa dos animais revelou que irá avançar o processo de recolha de assinaturas para uma petição popular, a ser entregue na Assembleia da República, no reinicio dos trabalhos parlamentares, a seguir às férias de Verão.

O novo alento que os defensores da proibição das touradas sentem com a decisão do Parlamento catalão é desvalorizados pelos aficcionados. É o caso do cavaleiro Joaquim Bastinhas, que, contactado pelo JN, garantiu que a tauromaquia está de "boa saúde".
"Enquanto houver espectadores, as touradas não podem acabar. E neste momento as praças estão cheias de público", disse.

Joaquim Bastinhas recorreu também ao argumento económico para defender a manutenção da actividade, ao sublinhar que "a seguir ao futebol, a tourada é o espectáculo que mais gente movimenta, entre toureiros, ganadeiros e muitas outras pessoas".

Fonte: JN

 Catalunha repudia 'fiesta nacional' e proíbe touradas
 Direita espanhola reage contra proibição de touradas na Catalunha




publicado por Maluvfx às 03:28
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Quinta-feira, 22 de Julho de 2010
Campanha Contra as peles - Acção Animal


publicado por Maluvfx às 07:41
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Campanha Contra as peles - Acção Animal


publicado por Maluvfx às 07:41
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Domingo, 30 de Dezembro de 2007
Anti-touradas
Anúncio anti-tourada censurado em Portugal


- Isto? Isto são tradições antigas...- Já os avós dos nossos avós os faziam, faz parte da nossa herança cultural, dos nossos costumes.- Deixar de o fazer é renegar o nosso passado, a nossa história!- Além disso quem não gosta pode sempre olhar pro lado e não ver.- Mas por favor respeitem quem gosta destes costumes. Não vamos privar aqueles que apreciam só porque alguns discordam ou acham isto bárbaro!" 
O sofrimento Não pode fazer parte das nossas tradições!


Evento de Wrestling contra as touradas, uma colaboração entre a Associação Acção Animal e Wrestling Portugal, que ocorreu no dia 7 de Outubro de 2007, na Alameda D. Afonso Henriques, Lisboa





publicado por Maluvfx às 08:27
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007
Animal protection law is urgently needed
Miguel Moutinho, President of ANIMAL, and Vice President Rita Silva Photo: CHRIS GRAEME - The ResidentMiguel Moutinho, President of ANIMAL,
and Vice President Rita Silva Photo:
CHRIS GRAEME - The Resident
By: CHRIS GRAEME


THERE IS no clearly defined parliamentary law for the protection of animals today in Portugal.

Neither is there one single municipal câmara within the country that has a dedicated animal welfare department, officer or even a set of rules and regulations governing the protection of animals.


Even vets don’t know the extent of their own powers under EU legislation and, more often than not, both they and the police don’t want to get involved in animal cruelty cases that for them are time consuming and a legal and bureaucratic minefield. However, thanks to the animal rights group ANIMAL Associação, things could soon be changing.

Formed 13 years ago, the group is lobbying parliamentary deputies in the PSD, PS and Verdes (Green Party) parties to pass protective anti-cruelty legislation in Portugal with stiff penalties of one year for maltreatment and three years for extreme cruelty resulting in injuries and or death.

“What we are fighting for is a law with simple procedures and penalties at a national level, one which the municipal câmaras will be obliged to follow regardless of individual points of view from its members,” says Miguel Moutinho, President of the ANIMAL Association.

This would imply local authorities, in tandem with vets and the police, to carry out regular inspections at farms, circuses, kennels and animal shelters.

Apathetic

“We’ve commissioned a nationwide public opinion survey and our results back this up, since most of the people questioned supported a strong code or law for the protection of animal rights in Portugal such as exists in other countries,” says ANIMAL Vice President Rita Silva.

“The problem in Portugal is that there has never been a strong cultural and social tradition of viewing animals as anything but either for work or profit. The phenomena of owning pets in our culture is relatively new too, having really only taken off since the 1974 Revolution and having exploded more recently, since the 1990s,” she added.

For Rita, the problem is that, in Portugal, the public is apathetic and passive, expecting the initiative to be taken from above rather than be fought for from below as in other EU countries.

“Then, even when you can find a vereador (câmara member with an executive portfolio) supportive of animal rights and legislation, his or her colleague might be a hunting aficionado or have friends working on a chinchilla fur farm, so it’s difficult to reach a consensus.

“We’ve come across terrible cases where one farmer ran over several unwanted sheep with a tractor, where dogs have been run over deliberately and when these things are reported to the police, they shockingly sometimes say ‘oh, but it’s only an animal’ or even, ‘I can’t be bothered with this, I don’t want to know’.

“That’s why we need a law with stiff sentences and a nationwide legal framework at municipal and national level supported by that law,” agrees Miguel Moutinho.

It’s also a case of educating the common citizen, get them involved to lobby the parliament themselves, make the change and become part of a new national consciousness or paradigm where it is no longer acceptable to turn a blind eye to cruelty and mistreatment of animals.

Animal sanctuary

Apart from having a series of meetings with parliamentary deputies in the coming months, the ANIMAL Associação is also in the process of setting up the first general animal sanctuary in Portugal in the Greater Lisbon area.

“This for us is a long held dream that at last is becoming a reality,” says Rita Silva who adds that, in general, there is a painful lack of infrastructure to house, either temporarily or full-time, animals that have been the victims of abandonment, negligence, abuse and situations of extreme physical cruelty.

ANIMAL is aiming at having the first across-the-board animal sanctuary up and running within the next eight months to a year on a four hectare site, not just for dogs, cats, rabbits and hamsters, but also donkeys, cows, pigs, goats and sheep among other animals.

“The situation for many animals today in Portugal is very serious and truly desperate and that’s why it’s time for a modern and effective animal protection law that is easy to follow, understand and clear to execute and enforce,” concludes Miguel Moutinho.

For more information on how you can follow, help and support go to ANIMAL Association site


publicado por Maluvfx às 07:39
link do post | comentar | favorito
 O que é? |


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Associação Animal recebe ...

Associação Animal recebe ...

Protesto antitouradas no ...

Protesto antitouradas no ...

Associação Animal prepara...

Associação Animal prepara...

Campanha Contra as peles ...

Campanha Contra as peles ...

Anti-touradas

Animal protection law is ...

arquivos

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Maio 2006

Dezembro 2005

Outubro 2003

Julho 2002

tags

todas as tags

favoritos

ANTI-TOURADAS

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds