Ética é o conjunto de valores, ou padrões, a partir dos quais uma pessoa entende o que seja certo ou errado e toma decisões. A ética é importante por que respeita os outros e a dignidade humana.

Segunda-feira, 26 de Julho de 2010
Com... Sequências (2)
Por Lucinda Ferreira
A proteção dos animais faz parte da moral e da cultura de um Povo
Victor Hugo
Felizmente que posturas espirituais, como por exemplo os seguidores de Dalai Lama, sabem que matar animais por desporto, prazer, aventura e até por suas peles, é um fenómeno cruel e repugnante ao mesmo tempo. Nada justifica tal brutalidade. Penso muitas vezes: Enquanto o ser humano pode albergar no seu íntimo a vingança, o ódio, a crueldade, um animal é puro demais e muito superior a esse mau hábito que o ser humano tem de usar mal a sua liberdade. Um animal esquece logo tudo de mal que lhe fazem.Vemos, como um animal leva pauladas, atiram-lhe para cima água a ferver, fome, sede, brincam a ver quem atropela o bichinho, enfim todos vemos coisas muito feias que se fazem aos nossos “irmãos menores”, e de seguida ele tudo esquece. Ao ver o seu dono, corre para ele de novo e enche-o de carícias, cheio de alegria. Abana o rabito, lambe-o (se ele deixar…), manifesta a sua grande alegria, esquecendo todas as maldades de que foi alvo.
Se ao menos o homem aprendesse esta lição de perdão e bondade, seria bom…“A compaixão para com os animais é uma das mais notáveis virtudes do ser humano”, já dizia também Charles Darwin.

Amiudadas vezes estou condenada a ouvir, com inquietação e impotência, alguém que ao chegar a casa, descarrega com pauladas no seu animal, a raiva, o stress que acumulou durante o dia. O desgraçado do cão, com fome, sede, excessivo calor ou frio, sozinho, corre feliz ao ver a dona, mas é ele que “paga as favas”…É ainda insultado com palavras muito feias, que tem de engolir com lágrimas, enquanto esperava com alegria a chegada dos donos para lhe fazerem uma festa e lhe darem comida e água…É difícil ouvir esta luta desigual contra um pobre cão que nada percebe destas atitudes desequilibradas, mas que tudo tem que suportar pacientemente, sem se poder defender. Se reagisse, logo seria abatido…Mas isto é uma amostra mínima do sofrimento dos animais. Também há quem no calor da discussão, com o carro em movimento, atire o pobre animal pela janela…Imagine-se a dor do bicho, assim cuspido e abandonado. Agora que as férias se aproximam, muitos animais serão abandonados, sem qualquer pejo.
O sentido da responsabilidade manifesta-se nestes gestos… sem dúvida. Mas não espere coisa boa, quem assim trata e abandona, seres indefesos, fracos e incapazes de fazerem greves ou na manifestações ou mesmo de se defenderem.Mas como tudo fica escrito no livro da vida, não esperem pela demora… as pessoas que não têm compaixão por quem sofre. “Enquanto o homem continuar a ser destruidor impiedoso dos seres dos planos inferiores, não conhecerá nem saúde, nem paz! Enquanto os homens massacrarem os animais, eles irão matar-se também uns aos outros.Aquele que semeia a morte, o sofrimento, não pode colher a alegria e o amor” diz Pytagoras.
O grande bailarino e coreógrafo, Vaslav Nijiusky, conta que não come carne porque, um dia, viu um carneiro e um porco a ser mortos.“Vi e senti a dor desses animais… Eles sentem a aproximação da morte . Não consegui suportar a cena. Chorei como uma criança. Corri para o topo da colina e mal consegui respirar… senti-me sufocado… senti a morte do carneiro.
Do mesmo modo, que um dia sonhei que estava a comer o meu gato, quando comia coelho. Nunca mais consegui comer tal animal e esforço-me par aprender a alimentar-me sem carne. E na verdade a minha saúde sente grandes melhoras, felizmente. Aliás os animais criados em cativeiro, mortos com tanto sofrimento, cheios de antibióticos… são a maior fonte de doenças, porque ao comê-los são mais as toxinas do que os benefícios…


publicado por Maluvfx às 07:29
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Com... Sequências (2)
Por Lucinda Ferreira
A proteção dos animais faz parte da moral e da cultura de um Povo
Victor Hugo
Felizmente que posturas espirituais, como por exemplo os seguidores de Dalai Lama, sabem que matar animais por desporto, prazer, aventura e até por suas peles, é um fenómeno cruel e repugnante ao mesmo tempo. Nada justifica tal brutalidade. Penso muitas vezes: Enquanto o ser humano pode albergar no seu íntimo a vingança, o ódio, a crueldade, um animal é puro demais e muito superior a esse mau hábito que o ser humano tem de usar mal a sua liberdade. Um animal esquece logo tudo de mal que lhe fazem.Vemos, como um animal leva pauladas, atiram-lhe para cima água a ferver, fome, sede, brincam a ver quem atropela o bichinho, enfim todos vemos coisas muito feias que se fazem aos nossos “irmãos menores”, e de seguida ele tudo esquece. Ao ver o seu dono, corre para ele de novo e enche-o de carícias, cheio de alegria. Abana o rabito, lambe-o (se ele deixar…), manifesta a sua grande alegria, esquecendo todas as maldades de que foi alvo.
Se ao menos o homem aprendesse esta lição de perdão e bondade, seria bom…“A compaixão para com os animais é uma das mais notáveis virtudes do ser humano”, já dizia também Charles Darwin.

Amiudadas vezes estou condenada a ouvir, com inquietação e impotência, alguém que ao chegar a casa, descarrega com pauladas no seu animal, a raiva, o stress que acumulou durante o dia. O desgraçado do cão, com fome, sede, excessivo calor ou frio, sozinho, corre feliz ao ver a dona, mas é ele que “paga as favas”…É ainda insultado com palavras muito feias, que tem de engolir com lágrimas, enquanto esperava com alegria a chegada dos donos para lhe fazerem uma festa e lhe darem comida e água…É difícil ouvir esta luta desigual contra um pobre cão que nada percebe destas atitudes desequilibradas, mas que tudo tem que suportar pacientemente, sem se poder defender. Se reagisse, logo seria abatido…Mas isto é uma amostra mínima do sofrimento dos animais. Também há quem no calor da discussão, com o carro em movimento, atire o pobre animal pela janela…Imagine-se a dor do bicho, assim cuspido e abandonado. Agora que as férias se aproximam, muitos animais serão abandonados, sem qualquer pejo.
O sentido da responsabilidade manifesta-se nestes gestos… sem dúvida. Mas não espere coisa boa, quem assim trata e abandona, seres indefesos, fracos e incapazes de fazerem greves ou na manifestações ou mesmo de se defenderem.Mas como tudo fica escrito no livro da vida, não esperem pela demora… as pessoas que não têm compaixão por quem sofre. “Enquanto o homem continuar a ser destruidor impiedoso dos seres dos planos inferiores, não conhecerá nem saúde, nem paz! Enquanto os homens massacrarem os animais, eles irão matar-se também uns aos outros.Aquele que semeia a morte, o sofrimento, não pode colher a alegria e o amor” diz Pytagoras.
O grande bailarino e coreógrafo, Vaslav Nijiusky, conta que não come carne porque, um dia, viu um carneiro e um porco a ser mortos.“Vi e senti a dor desses animais… Eles sentem a aproximação da morte . Não consegui suportar a cena. Chorei como uma criança. Corri para o topo da colina e mal consegui respirar… senti-me sufocado… senti a morte do carneiro.
Do mesmo modo, que um dia sonhei que estava a comer o meu gato, quando comia coelho. Nunca mais consegui comer tal animal e esforço-me par aprender a alimentar-me sem carne. E na verdade a minha saúde sente grandes melhoras, felizmente. Aliás os animais criados em cativeiro, mortos com tanto sofrimento, cheios de antibióticos… são a maior fonte de doenças, porque ao comê-los são mais as toxinas do que os benefícios…


publicado por Maluvfx às 07:29
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Segunda-feira, 5 de Julho de 2010
Segunda sem Carne – Apoie essa ideia !

Em Porto Alegre, já há algum tempo, temos a “Segunda sem Carne”.  A Campanha, que existia nos Estados Unidos e Austrália, foi lançada na Grã-Bretanha em 15 de junho de 2009 pelo ex-Beatle Paul McCartney numa tentativa de ajudar a combater as mudanças climáticas.
“Meat Free Monday”  no mundo
Foto: APMuitos de nós nos sentimos impotentes diante dos desafios ambientais, e pode ser difícil avaliar todos os conselhos que recebemos sobre como fazer uma contribuição significativa para um mundo mais limpo, mais sustentável e mais saudável…Designar um dia da semana no qual se deixa de consumir carne é uma mudança significativa que todos podem adotar e que vai ao cerne de várias questões importantes, políticas, ambientais e éticas, todas ao mesmo tempo“,  disse McCartney no site oficial da campanha.

A campanha encoraja os cidadãos a se comprometer com uma ação simples: evitar o consumo de carne às segundas.
E como deixar de comer carne pode fazer diferença? Bem, em primeiro lugar, um estudo da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO),  revela que as emissões de gases-estufa associadas à cadeia de produção da carne representam um quinto das emissões totais mundiais. Nada menos que 18% das emissões provém do desmatamento para a criação de pastagens, do transporte da carne e do processamento industrial do alimento, entre outros fatores. A redução do consumo de carne bovina, suína e de aves é proposta como maneira de diminuir as emissões de gases.
Saúde
Além disso, o excesso do consumo de carne pode aumentar a incidência de câncer, enquanto dietas ricas em frutas e verduras reduzem o risco de problemas cardiovasculares e diabetes. “Isso não apenas ajuda a combater a poluição, como também a promover a saúde melhor, o tratamento ético dos animais, o combate à fome mundial e a promoção do ativismo comunitário e político.”
Meatless-monday-logoSegundo a campanha “Segunda sem carne”, se a população total dos Estados Unidos não comesse carne às segundas, a redução das emissões seria equivalente a que ocorreria se todas as pessoas do país trocassem seus veículos comuns por um carro ultra-eficiente energeticamente, como o híbrido Toyota Prius. A quantidade de água economizada seria suficiente para que cada pessoa enchesse sua banheira aproximadamente 20 vezes por ano, e se evitaria o consumo de 12 bilhões de galões de gasolina. Já imaginou como estes números poderiam aumentar se todo o mundo participasse desta iniciativa?
O vídeo
“Os desafios que o mundo enfrenta são variados e complexos. Os recursos mundiais estão se esgotando, os ecossistemas se deterioram, o sistema financeiro cambaleia e muitas pessoas vivem em condições de pobreza. Diante destes desafios, o que cada um pode fazer pelo planeta?”, destaca o vídeo de apresentação da campanha. (http://www.youtube.com/watch?v=bpnKeYmR1NM).
A resposta vem em seguida: “A produção de carne é extremamente ineficiente, o que ameaça os recursos naturais e a saúde pública, e aumenta a emissão de gases do efeito estufa que estão acelerando o aquecimento global. Não pedimos que você se torne vegetariano nem se transforme em defensor dos direitos dos animais, mas apenas assuma o compromisso de não comer carne uma vez por semana. Nenhum outra ação é tão simples e poderosa para ajudar o planeta”.
Para participar da campanha, evite comer carne às segundas, e escolha receitas vegetarianas para substituí-la.
E no Brasil?  Como está a campanha?
São Paulo, Curitiba, Brasília, Porto Alegre e outras cidades já aderiram a campanha. E você já está participando?
Faça a sua parte, fale para seus amigos, divulgue !
Fonte: Vista-se


publicado por Maluvfx às 16:14
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010
Segunda Sem Carne!!!


publicado por Maluvfx às 15:45
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Quinta-feira, 24 de Junho de 2010
Família relata dificuldades e benefícios de ficar sem carne
Campanha. A pedido de O TEMPO, casal e a filha aderiram, no último mês, à Segunda-Feira sem Carne 

Carnívora. Sheilla encerrou ontem sua participação na campanha
 e diz que não consegue ficar sem comer carne

 Mãe diz que não teve problemas para se adaptar, mas a filha "saiu da linha" uma vez DA REDAÇÃO Passar um mês sem comer carne às segundas-feiras pode não ser tão fácil quanto parece. Pelo menos essa foi a conclusão da advogada Sheilla Márcia Silva, 24, uma das três integrantes da família de Belo Horizonte que aceitou o desafio proposto por O TEMPO no mês passado e aderiu, durante 30 dias, à campanha Segunda-Feira sem Carne.



Para ela, abrir mão desse "prazer" em nome da preservação do meio ambiente foi uma missão quase impossível. E ela reconhece que descumpriu o desafio uma única vez. "Saí para almoçar com meus colegas de trabalho e servi carne normalmente. Só me lembrei que eu não podia ter comido depois", conta ela, que encerrou ontem sua participação na campanha. Já os pais de Sheilla, o funcionário público José Judson da Silva, 57, e a advogada Rosângela Silva, 56, encararam a experiência sem maiores traumas.
Eles dizem que foi fácil passar a segunda-feira sem nenhum tipo de carne, apesar do estranhamento inicial. "O prato fica esquisito. Parece que falta alguma coisa", comenta José Judson, que pretende manter o comportamento daqui para frente. "Na segunda-feira ou talvez em outro dia da semana, vou evitar a carne". Rosângela também garante que aderiu de vez à campanha. "Sou muito persistente em tudo e prometi para mim mesma que eu ia cumprir à risca o desafio. Gostei tanto que vou continuar firme nesse propósito e talvez até estendê-lo para mais um ou dois dias", garante.
Como Rosângela é a única que almoça em casa - Sheilla e José Judson trabalham fora e comem em restaurantes -, foi mais fácil substituir a carne. Ela até adaptou algumas receitas. Na hora de preparar empadas, por exemplo, o frango desfiado deu lugar a legumes. "Coloquei vagem picada, milho-verde, salsinha, cebolinha e ervilha no recheio. Ficou uma delícia". A melhora na digestão das refeições foi outra vantagem apontada por Rosângela, que é diabética. Os benefícios para o metabolismo deixaram a advogada satisfeita. Ela também notou que a prática é boa para quem é hipertenso e precisa evitar o sal. "Geralmente, as carnes são muito temperadas. Isso é um ‘veneno’ para quem tem pressão alta", acrescenta.
 Mobilização. O objetivo da campanha Segunda-Feira sem Carne é diminuir o consumo de carne no mundo e, consequentemente, os danos ambientais. Os adeptos da iniciativa, espalhados pelo mundo inteiro, estão preocupados com os impactos da cadeia de produção na natureza.

Um estudo da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) mostra que aproximadamente 18% dos gases que ajudam no aquecimento da Terra provêm do desmatamento para a criação de pastagens, do transporte da carne, do processamento industrial do alimento e do sistema digestivo dos bovinos. No Brasil, a mobilização é coordenada pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), que planeja para o segundo semestre o lançamento da campanha em Belo Horizonte, como já foi feito em São Paulo e Curitiba. Dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos mostram que, em 2009, o Brasil foi o quarto maior consumidor de carne de frango e o quinto maior de carne bovina no mundo. Segundo a pesquisa, cada habitante do país consumiu no ano passado, em média, 37 kg de carne de boi, 39 kg de frango e 12 kg de porco.


Mineiro “converteu” os amigos ao movimento
O número de participantes da Segunda-Feira sem Carne começa a crescer em Minas. Na cidade de Itabirito (região Central do Estado), boa parte dos adeptos está engajada na iniciativa por causa do gestor ambiental Jarbas Lima Lemes, 31. No ano passado, ele aproveitou o Dia da Árvore – comemorado em 21 de setembro – para distribuir cartilhas sobre alimentação saudável e divulgar a campanha. “Sou vegetariano há cinco anos e sei bem os benefícios de não comer carne”, defende.

O auxiliar administrativo Fernando Pignataro, 35, é uma das pessoas que foram influenciadas por Jarbas. “Nos outros dias da semana, como carne normalmente. Mas a segunda-feira é ‘sagrada’. Encaro essa atitude como um tipo de penitência e uma forma de proteger o meio ambiente e reduzir a matança de animais”.

Para a técnica em meio ambiente Marcilene Souza, 35, que também mora em Itabirito, a segunda-feira virou um dia propício para a reflexão. “Aproveito que estou sem comer carne e penso nos benefícios dessa atitude, que parece tão insignificante, para a natureza, os animais e para nós mesmos, os humanos”.

Moradora de Conselheiro Lafaiete (região Central), a técnica em segurança do trabalho e meio ambiente Adriana de Oliveira, 32, faz parte do movimento há nove meses. “Eu me adaptei tão bem à proposta que agora a situação se inverteu e é raro o dia da semana em que eu como carne”, ressalta. (Da Redação)


publicado por Maluvfx às 14:21
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Domingo, 6 de Junho de 2010
Hard Rock Cafe de Londres lança cardápio inspirado na 'Segunda Sem Carne'
O Hard Rock Cafe de Londres está apoiando a campanha "Segunda Sem Carne", criada pelo cantor Paul McCartney. A partir do dia 7 de junho, o menu apresentará uma série de opções vegetarianas.

Segundo a assessoria de imprensa do restaurante, o cardápio incluirá hambúrgueres vegetarianos da marca lançada pela filha do cantor, Linda McCartney.



A motivação do ex-Beatle em relação a campanha é para fazer com que as pessoas pensem na relação do consumo de carnes com a degradação do meio ambiente. "Ter pelo menos um dia da semana livre de carne é uma grande mudança que todo mundo pode fazer, e gera um impacto político, ético e ambiental, de uma só vez", declarou McCartney.

Um relatório recente das Nações Unidas aponta que a diminuição no consumo de carne e derivados de animais é algo extremamente necessário para tornar o planeta sustentável para a população mundial que, em 2050, deverá ultrapassar 9 bilhões de pessoas.

O estudo diz ainda que a indústria que envolve os animais é responsável por 70% do consumo de água potável, 38% do uso de terras e 19% pelas emissões de gases causadores do efeito estufa.

Fonte: Vida Vegetariana


publicado por Maluvfx às 10:37
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Terça-feira, 11 de Maio de 2010
USA: Escolas recebem prémio "Meatless Mondays"
Baltimore foi o único distrito a participar.


Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais (Peta) ama seus rankings, e eu não consigo resistir quando Baltimore acaba na lista. Desta vez,  peta2 , grupo de jovens dos direitos dos animais, diz que as escolas da cidade de Baltimore tem-friendly cafeteria nação mais vegetariano.
O sistema escolar Meatless Monday parece ter colocado Baltimore à frente de quatro outros distritos escolares na Geórgia, Virgínia e na Califórnia, na categoria escola pública.
Burgers para os vencedores. Brincadeirinha. As escolas receberão um certificado emoldurado e um cartão de agradecimento assinada por peta2
Baltimore foi o único distrito a participar em Meatless Monday, e oferece pratos como chili vegetariano, lasanha sem carne e nachos de feijão preto estilo Tex-Mex. Os juízes também observaram a parceria da cidade com os agricultores locais e distribuidores de alimentos que trazem frutas frescas, cultivadas localmente e legumes para os alunos.
"As escolas públicas de Baltimore permanecem como um modelo para os distritos escolares em todo o país quando se trata de educar os alunos sobre como suas escolhas de alimentos não afecta apenas a sua saúde, mas também o mundo à sua volta", disse o diretor da peta2 Dan Shannon em um comunicado. "Mais e mais jovens estão aprendendo que a melhor coisa que eles podem fazer para os animais, o planeta e para eles é serem Veganos".


Fonte


publicado por Maluvfx às 19:56
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Segunda-feira, 10 de Maio de 2010
CNN: "É segunda sem carne para alguns"


-
Matéria sobre a Segunda Sem Carne, publicada nesta segunda-feira (26.04), no site da CNN.

O site do canal americano de notícias CNN publicou nesta segunda-feira(26.04) uma matéria sobre a campanha mundial "Segunda Sem Carne". A notícia foi escrita por Sarah LeTrent e você pode ver logo abaixo a tradução feita pelo Vida Vegetariana.




É segunda sem carne para alguns

Se você se perguntar "onde está a carne?", pode ser uma segunda-feira.

Segunda Sem Carne é um movimento popular em crescimento em que carnívoros abdicam da cerne uma vez na semana, por questões de saúde e ambiental.

A campanha começou em 2003 como uma iniciativa de saúde pública, em associação com Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health e Johns Hopkins Center for a Livable Future em Baltimore, Maryland.

Mas por que sem carne e por que às segundas?

"Estudos sugerem que as chances de mantemos nossos hábitos quando iniciados às segundas-feiras é maior do que em outros dias da semana", segundo a campanha de saúde pública Healthy Monday.

Pesquisas afirmam que a iniciativa de deixar de comer carne ajuda a conservar a água, reduz as emissões de carbono e diminui a ingestão de gordura saturada.

"Certamente você não precisa comer carne para conseguir proteína. Carne é uma parte importante da sua dieta, mas você não precisa comê-la todos os dias", disse à CNN o diretor do projeto Healthy Monday [Segunda-feira Saudável], Ralph Logiscli.

Em 12 de abril, o restaurante do hospital Johns Hopkins passou a oferecer somente refeições vegetarianas às segundas-feiras.

Há algumas críticas.

Enquanto as escolas públicas de Baltimore adotaram a Segunda Sem Carne no ano passado como forma de reduzir gastos, o conservador Glenn Beck considera a medida como uma doutrina para as crianas e pensa que isso vai além das obrigações do governo.

"Americanos amam nossos bifes, amamos nossos hambúrgueres, minha última refeição será uma bife gigante, disse Beck.

O presidente do Instituto Americano da Carne, J. Patrick Boyle, escreveu que o movimento estava "privando as crianças e seus pais de determinar o que é apropriado para suas dietas, de acordo com suas preferências pessoais".

O conceito de Segunda Sem Carne não é novo. Durante a I Guerra Mundial, a Food Administration dos EUA fazia a "Segunda Sem Carne" e a "Quarta Sem Trigo". A medida visava salvar a produção de comida para que fosse enviada às tropas americanas.

O crescimento do número de pessoas que deixam de comer carne nos últimos anos é especulado como sendo culpa do "Efeito Oprah"[em menção a apresentadora Oprah Winfrey] e que conta com o aopoio de outras importantes celebridades.

O ativista alimentar e autor do livro "O dilema do onívoro", Michael Pollan", declarou no "The Oprah Winfrey Show" de abril de 2009 que ele participa desse fenômeno e encorajou os espectadores a fazerem o mesmo.

"A partir do momento em que puxamos a carne de lado e colocamos os vegetais no centro da nossa dieta, nós seremos muito mais saudáveis", disse.

A chef de cozinha e autora Katie Lee participa da Segunda Sem Carne, sempre sugerindo refeições livres de carne em seu Twitter (@katieleekitchen).

"Almoço delicioso de segunda sem carne em Sant Ambroeus... salada de rúcula comparmesão e mini espaguete arrabiata", ela escreveu em um Tweet recent. Já Gwyneth Paltrow envia uma newsletter em que compartilha receitas.

Em junho de 2009, até mesmo um Beatle entou na ação "tudo o que você precisa são os vegetais".

Paul McCartney e suas filhas, Stella e Mary, lançaram a Segunda Sem Carne no Reino Unido para alertar a todos os efeitos da produção e do consumo de carne para o aquecimento global.

"Ter um dia da semana livre de carne é uma grande mudança que qualquer um pode fazer", disse Paul, que é vegetariano.

"E isso não só ajuda no combate à poluição, como também melhora a saúde, o tratamento ético aos animais, contra a fome mundial e dá voz ao ativismo comunitário".

E não são só simples pessoas seguindo a dieta; cidades inteiras estão promovendo o novo hábito alimentar.

No dia 7 de abril, São Francisco se tornou oficialmente a primeira cidade a participar da Segunda Sem Carne nos Estados Unidos. A cidade aprovou uma resolução que obrigue os comércios a oferecerem opções vegetarianos ao menos às segundas.


publicado por Maluvfx às 16:12
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Terça-feira, 13 de Abril de 2010
São Francisco, Estados Unidos, é a mais nova cidade livre de carnes às segundas

São Francisco, nos Estados Unidos, é mais uma cidade a aderir à "Segunda Sem Carne"

Foi aprovada nesta terça-feira (06.04) a legislação que declara que a cidade de São Francisco apóia a campanha "Segunda Sem Carne". Lá, a iniciativa mudou de nome e chamará "Dia Vegetariano" ou "Dia Veg".

"Com essa legislação, São Francisco pode integrar a lista das diversas cidades que já aderiram à campanha, a fim de conscientizar os cidadãos a escolherem comidas vegetarianas para proteger a saúde deles e o planeta", disse a supervisora desse lei, Sophie Maxwell, que é vegetariana há 40 anos.


A nova lei determina que "todos os restaurantes, mercearias e escolas ofereçam uma maior variedade de opções livres de carne a fim de melhorar a saúde dos cidadãos e visitantes de São Francisco, e aumentar a consciência da importância deste tipo de dieta para o planeta".

A resolução ainda diz que "comer menos carne reduz uma série de problemas ambientais envolvidas na sua produção" e que "dietas livres de carne são como um tratamento médico que deve acabar por reduzir os custos com a saúde pública".

E no mesmo dia, o Conselho de São Francisco também aprovou uma outra resolução, criada também por Sophie, em que elogia os comerciantes que utilizam ovos provenientes de granjas em que as galinhas vivem soltas.


NA MÍDIA
A rede de TV americana Fox News comentou o fato de São Francisco aderir à campanha "Segunda Sem Carne". Entretanto, durante uma conversa com uma protetora dos animais, a repórter da emissora foi bastante incoveniente. Assista abaixo.



"Eu não ligo em ser vegetariano, as pessoas fazem o que quiserem. Só acho meio estranho um governo local impor isso para a população 'Ok, não vamos mais comer carne às segundas-feiras', enquanto a Califórnia enfrenta um caos nas finanças, com trabalhadores não recebendo seus salários e empresas terceirizadas recebendo vales ao invés de dinheiro... E nós ficamos apegados a isso de que é sustentável... Muitas pessoas gostam de macarrão com queijo de uma caixa, frango frito, hambúrguer e adivinhe só: vivem até os 85. Acredito que o melhor seja um meio-termo, senão começa a ficar meio maluco...".




publicado por Maluvfx às 00:05
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Segunda-feira, 12 de Abril de 2010
Universidade de Tel Aviv, em Israel, oferece comida vegetariana toda segunda-feira

Estudantes distribuem 30 kg de comida vegetariana em campus de Universidade

A Universidade de Tel Aviv, em Israel, é a mais nova instituição de ensino a aderir a campanha "Segunda Sem Carne". O movimento é organizado por um grupo de alunos da universidade e o lançamento oficial aconteceu no dia 31 de março, com a distribuição gratuita de refeições vegetarianas.

Além das refeições, diversos livros sobre a dieta vegetariana também foram distribuídos entre os estudantes, que puderam saborear tofu defumado, seitan temperado e pratos indianos livres de ingredientes de origem animal.

A iniciativa foi acatada pela cozinha da universidade, que passará a servir ao menos uma opção de comida vegetarianas às segundas-feiras.

Segundo os estudantes que organizam a campanha, a iniciativa serve para alertar as pessoas de que a indústria da carne contribui para o aquecimento global, e que ser vegetariano é uma das alternativas para lutar contra esse mal.

"Mudar nossos hábitos alimentares é o jeito mais simples e eficaz que cada um de nós podemos ajudar contra o aquecimento global", declarou o presidente da União do Meio Ambiente de Israel, o professor Dan Rabinowitz.

Ao todo foram distribuídos cerca de 30 kg de comida vegetariana no campus.



publicado por Maluvfx às 23:58
link do post | comentar | favorito
 O que é? |


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Com... Sequências (2)

Com... Sequências (2)

Segunda sem Carne – Apoie...

Segunda Sem Carne!!!

Família relata dificuldad...

Hard Rock Cafe de Londres...

USA: Escolas recebem prém...

CNN: "É segunda sem carne...

São Francisco, Estados Un...

Universidade de Tel Aviv,...

arquivos

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Maio 2006

Dezembro 2005

Outubro 2003

Julho 2002

tags

todas as tags

favoritos

ANTI-TOURADAS

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds