Ética é o conjunto de valores, ou padrões, a partir dos quais uma pessoa entende o que seja certo ou errado e toma decisões. A ética é importante por que respeita os outros e a dignidade humana.

Terça-feira, 18 de Maio de 2010
Bichos verdes

Ração para cães e gatos

MSN Verde (MSN Verde)
Como cada animal tem uma necessidade nutricional específica, a primeira coisa a fazer é consultar seu veterinário sobre as marcas e tipos mais adequados para o seu bicho. Pergunte sobre opções orgânicas, não-testadas em animais e sem transgênicos ou aditivos químicos.

Na hora do banho

MSN Verde (MSN Verde)
Existem marcas de shampoos, condicionadores e sabonetes biodegradáveis disponíveis no mercado. Pesquise!

Aquário não é uma boa ideia

MSN Verde (MSN Verde)
A ideia de ter um simpático amigo igual ao do filme 'Procurando Nemo' em casa pode ser tentadora. Mas antes de correr para a loja e montar um aquário, saiba que essa indústria não só ameaça de extinção os peixes-palhaços e outras 1.500 espécies, como destroi o frágil ecossistema em que eles vivem - as barreiras de corais.

O problema da caixa de areia

MSN Verde (MSN Verde)
Quem tem um gato em casa sabe que as areias convencionais são práticas: basta usar uma pá para remover os 'bolinhos' que se formam ao entrar em contato com os dejetos dos animais, completar a caixa com areia e pronto! Isso se você não se preocupar com o destino deste lixo: ele não pode ser jogado no vaso sanitário, pois entope os encanamentos, e geralmente vai parar no lixo doméstico comum. Sem falar que essas areias possuem substâncias para eliminar odores prejudiciais à saúde e que, ao secar, podem ser inaladas pelos bichanos e donos ou sujar os pelos dos gatos - que acabam se lambendo e ingerindo o pó. Felizmente, existem alternativas, que incluem granulados à base de vegetais. A boa notícia é que a maioria deles é reciclada e pode até ir para o vaso sanitário!

O que fazer com o cocô de cachorro?


Quando o cachorro está treinado para se aliviar em casa mesmo, no jornal ou no jardim, a resposta é fácil: jogar no vaso sanitário e dar descarga! Mas e quando o cão só se alivia na rua? Lixeiras públicas cheias de saquinhos plásticos com cocô de cachorro são nojentas e contaminam o resto do lixo. Sem falar que muitos donos de cães não abriram mão das sacolas plásticas nos mercados porque as usam para recolher os dejetos do chão. Este problema continua sem solução: o mais ecológico seria mesmo jogar o cocô no vaso sanitário, mas esta operação é um tanto complicada, a não ser que você esteja disposto a sair com um rolo de papel higiênico, 'embrulhar' o cocô devidamente e voltar com ele pra casa...



publicado por Maluvfx às 19:55
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Abril de 2010
Pesquisa Afirma que Animais Não Causam Efeito Estufa!
Pesquisador afirma que diminuir o consumo de carne e laticínios não traz impacto real no combate ao aquecimento global. A conclusão foi apresentada no início da semana durante o 239º Encontro Nacional da Sociedade Americana de Química. 
Apesar das alegações de que a criação de animais gera muitos gases causadores do efeito estufa, o perito em qualidade do ar, Dr. Frank Mitloehner, da Universidade da Califórnia-Davis, disse que culpar vacas e porcos é cientificamente errado e impede que a sociedade foque em soluções efetivas para combater o problema. Para ele, cortar o consumo de leite e carne significaria apenas mais fome em países pobres – e não diminuição do aquecimento. O foco deveria ser em agricultura e pecuária inteligente, adotando praticas para produzir mais comida com menos emissões. A principal medida, no entanto, seria reduzir o uso de petróleo e carvão para eletricidade, aquecimento e combustível, já que, segundo ele, os meios de transporte causam 26% de todas as emissões-estufa nos Estados Unidos, enquanto a criação de gado e porco gera apenas 3%.  Ele afirmou ainda que essa opinião contrários à carne vem de um erro cometido no relatório das Nações Unidas de 2006 chamado “Livestock’s Long Shadow”. Nele, dizia-se que a criação de animais era responsável por 18% dos gases causadores do efeito estufa – o que seria mais do que os transportes. No entanto, apesar dos animais serem grandes liberadores de metano, Mitloehner acredita que houve um erro na metodologia utilizada na época. As emissões dos rebanhos foram calculadas de forma diferente das do transporte. Os dados dos animais incluíam sua alimentação, suas emissões digestivas e o processamento da carne em comida. Mas na análise do transporte estavam incluídas apenas as emissões de combustíveis pelos veículos, e não todo o ciclo do transporte do combustível e retirada do petróleo.
Fonte: Eco4planet


publicado por Maluvfx às 14:28
link do post | comentar | favorito

Domingo, 28 de Fevereiro de 2010
Projeto “Mens sana in corpore sano”
No ano de 2006, em uma escola pública da cidade de São Paulo, nascia da parceria de uma bióloga e um professor de Filosofia um projeto político-pedagógico entitulado “Mens sana in corpore sano”. O projeto tinha como objetivo conscientizar os jovens alunos sobre os malefícios e imoralidade do consumo de produtos de origem animal para seus corpos em formação, para os ecossistemas que compõe esse globo que co-habitamos e, principalmente, para os animais não-humanos que são privados da liberdade e da vida para satisfazer a insensatez humana.


Em São Paulo, projeto em escolas públicas continua vencendo barreiras especistas
O projeto continua a cada dia mais firme no seu objetivo. No entanto, os métodos de abordagem dos temas (Ética alimentar, ambiental e animal, Direitos Animais, Veganismo e Abolicionismo) desenvolvidos em sala de aula, tornaram-se mais desafiadores. E por desafiar os tradicionais hábitos alimentares, científicos e lúdicos, ou seja, a coisificação dos não-humanos; o projeto torna-se alvo de críticas – que até o momento, como todo palavrório especista, não tem a mínima base lógica e muito menos ética - , de todos os que não aceitam a possibilidade de mudança em nossos costumes em nível pessoal, local e fundamentalmente global.
Críticas ou convercê à parte, os frutos estão amadurecendo a cada ano. Novos adeptos juvenis adotam o vegetarianismo e depois o veganismo como estilo de vida e muitos já estão engajados no ativismo dos Direitos Animais. O projeto Mens sana in corpore sano transcendeu o mero status de mais um projeto pedagógico de uma escola. Já foi apresentado e trabalhado em várias escolas, além de ter atingido centenas de lares com a mensagem de que para se ter uma mente sã é necessário termos também um corpo são.


Fonte



publicado por Maluvfx às 14:11
link do post | comentar | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Bichos verdes

Pesquisa Afirma que Anima...

Projeto “Mens sana in cor...

arquivos

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Maio 2006

Dezembro 2005

Outubro 2003

Julho 2002

tags

todas as tags

favoritos

ANTI-TOURADAS

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds