Ética é o conjunto de valores, ou padrões, a partir dos quais uma pessoa entende o que seja certo ou errado e toma decisões. A ética é importante por que respeita os outros e a dignidade humana.

Segunda-feira, 10 de Maio de 2010
Casa da Horta


Casa da Horta

A associação cultural casa da horta surgiu com a necessidade emergente de se criarem programas culturais e estilos de vida alternativos na cidade do Porto.
Pretendemos contribuir para o desenvolvimento do pensamento crítico e ao mesmo tempo pôr em prática alternativas à sociedade de consumo não ético e degradante do ponto vista social e ecológico. Assim fornecemos e incentivamos a alimentação vegetariana e também disponibilizamos produtos ecológicos e “justos”, dando prioridade à produção local de pequenos produtores, artesãos, agricultores, etc.
Dinamizamos oficinas, debates e formação em variados temas ambientais e culturais resultantes da crítica social e da criação de estilos de vida mais sustentáveis e éticos.
A associação está aberta a propostas de actividades, oficinas e projectos sem fins lucrativos nomeadamente de âmbitos culturais, artísticos e ambientais e que se coadunam com os princípios do respeito pela terra e pelos animais humanos e não humanos.
Com tudo isto pretende-se assim criar uma frente de luta contra a exploração do planeta e humana, combatendo as desigualdades, apelando à tolerância e ao respeito pelas diferenças. Lutamos por uma sociedade mais justa em que o dinheiro não poderá ser, como se apregoa, o único sentido da existência individual e colectivo.

Na Casa da Horta tens disponivel:
*internet grátis
*intrenet wireless
*biblioteca
*jogos
*Bookcrossing (www.bookcrossing.com)

Cozinha da Horta

alimentação Vegetariana

A Casa da Horta tem ao teu dispor iguarias vegetarianas de Terça a Sábado das 16h às 23h.
Optamos pelo vegetarianismo porque achamos que é a escolha alimentar que mais favorece o planeta.
O vegetarianismo é uma escolha alimentar que favorece o equilíbrio do planeta.
Ao comer carne estás a contribuir para a produção de animais. Essas produções destroem florestas tropicais, não só para criar os animais, como também para cultivo de campos (muitas das vezes transgénicos) para os alimentar.
Estás também a contribuir para a criação de animais que nunca chegam a ter uma vida digna. São criados em condições miseráveis e muitas vezes transportados nas piores das condições.
Também por questões de saúde, as refeições vegetarianas, são mais leves e mais saudáveis, principalmente se forem variadas pois geralmente incluem cereais integrais, legumes frescos, leguminosas, frutos secos…
Na cozinha da Horta só entram produtos que sejam favoráveis ao bem estar humano animal e ambiental dando preferencia aos produtos de comércio justo, agricultura local (pequenos produtores) e agricultura biológica, tentando fugir a sete pés das multinacionais e de todos os produtores que não tenham estas preocupações

Mercearia da Horta

Na Mercearia da Horta podes encontrar produtos com pelo menos uma das seguintes características:
ecológicos;
não testados em animais;
sem ingredientes de origem animal;
locais;
éticos.
A Casa da Horta tenta disponibilizar aos seus associados produtos com todas estas características, mas não é fácil e estamos sempre abertos a novas propostas.
Na Mercearia em vez de hortaliças podes encontrar:
artesanato;
produtos de higiene (novidade: MoonCup);
cosméticos;
produtos de limpeza;
livros;
slings para bébés;
t-shirts;
café justo;
sumos biológicos;
compotas;
chocolates…
São tudo artigos do Comércio Justo, de distribuidoras de produtos ecológicos, artesanato de amig@s, vizinh@s e familiares e artigos de associações.

Associados

A Casa da Horta é uma associação que disponibiliza o bar, as oficinas, a mercearia e as actividades só para associados.
É um espaço aberto à tua participação, onde podes propor actividades, sonhos e projectos que tens em mente.
Se te identificas com os principios da associação e queres usufruir deste espaço, associa-te!

Associado “hortaliça”- Quota anual de 1€.
É a modalidade mais básica, permitindo o usufruto do espaço da Casa da Horta e de todos os seus serviços, assim como possibilidade de participação em todas as suas actividades
Associado “hortelão” – Quota anual de 20€.
Para os associados que querem apoiar de forma monetária a associação. Estes associados usufruem de um desconto de 10% em todos os nossos produtos e serviços, assim como têm acesso a outras vantagens pontuais.

VOLUNTARIADO NA HORTA

A Casa da Horta precisa da tua ajuda!
  • Se tens algum projecto que achas interessante, que esteja relacionado com a nossa 


publicado por Maluvfx às 10:10
link do post | comentar | favorito

Casa da Horta


Casa da Horta

A associação cultural casa da horta surgiu com a necessidade emergente de se criarem programas culturais e estilos de vida alternativos na cidade do Porto.
Pretendemos contribuir para o desenvolvimento do pensamento crítico e ao mesmo tempo pôr em prática alternativas à sociedade de consumo não ético e degradante do ponto vista social e ecológico. Assim fornecemos e incentivamos a alimentação vegetariana e também disponibilizamos produtos ecológicos e “justos”, dando prioridade à produção local de pequenos produtores, artesãos, agricultores, etc.
Dinamizamos oficinas, debates e formação em variados temas ambientais e culturais resultantes da crítica social e da criação de estilos de vida mais sustentáveis e éticos.
A associação está aberta a propostas de actividades, oficinas e projectos sem fins lucrativos nomeadamente de âmbitos culturais, artísticos e ambientais e que se coadunam com os princípios do respeito pela terra e pelos animais humanos e não humanos.
Com tudo isto pretende-se assim criar uma frente de luta contra a exploração do planeta e humana, combatendo as desigualdades, apelando à tolerância e ao respeito pelas diferenças. Lutamos por uma sociedade mais justa em que o dinheiro não poderá ser, como se apregoa, o único sentido da existência individual e colectivo.

Na Casa da Horta tens disponivel:
*internet grátis
*intrenet wireless
*biblioteca
*jogos
*Bookcrossing (www.bookcrossing.com)

Cozinha da Horta

alimentação Vegetariana

A Casa da Horta tem ao teu dispor iguarias vegetarianas de Terça a Sábado das 16h às 23h.
Optamos pelo vegetarianismo porque achamos que é a escolha alimentar que mais favorece o planeta.
O vegetarianismo é uma escolha alimentar que favorece o equilíbrio do planeta.
Ao comer carne estás a contribuir para a produção de animais. Essas produções destroem florestas tropicais, não só para criar os animais, como também para cultivo de campos (muitas das vezes transgénicos) para os alimentar.
Estás também a contribuir para a criação de animais que nunca chegam a ter uma vida digna. São criados em condições miseráveis e muitas vezes transportados nas piores das condições.
Também por questões de saúde, as refeições vegetarianas, são mais leves e mais saudáveis, principalmente se forem variadas pois geralmente incluem cereais integrais, legumes frescos, leguminosas, frutos secos…
Na cozinha da Horta só entram produtos que sejam favoráveis ao bem estar humano animal e ambiental dando preferencia aos produtos de comércio justo, agricultura local (pequenos produtores) e agricultura biológica, tentando fugir a sete pés das multinacionais e de todos os produtores que não tenham estas preocupações

Mercearia da Horta

Na Mercearia da Horta podes encontrar produtos com pelo menos uma das seguintes características:
ecológicos;
não testados em animais;
sem ingredientes de origem animal;
locais;
éticos.
A Casa da Horta tenta disponibilizar aos seus associados produtos com todas estas características, mas não é fácil e estamos sempre abertos a novas propostas.
Na Mercearia em vez de hortaliças podes encontrar:
artesanato;
produtos de higiene (novidade: MoonCup);
cosméticos;
produtos de limpeza;
livros;
slings para bébés;
t-shirts;
café justo;
sumos biológicos;
compotas;
chocolates…
São tudo artigos do Comércio Justo, de distribuidoras de produtos ecológicos, artesanato de amig@s, vizinh@s e familiares e artigos de associações.

Associados

A Casa da Horta é uma associação que disponibiliza o bar, as oficinas, a mercearia e as actividades só para associados.
É um espaço aberto à tua participação, onde podes propor actividades, sonhos e projectos que tens em mente.
Se te identificas com os principios da associação e queres usufruir deste espaço, associa-te!

Associado “hortaliça”- Quota anual de 1€.
É a modalidade mais básica, permitindo o usufruto do espaço da Casa da Horta e de todos os seus serviços, assim como possibilidade de participação em todas as suas actividades
Associado “hortelão” – Quota anual de 20€.
Para os associados que querem apoiar de forma monetária a associação. Estes associados usufruem de um desconto de 10% em todos os nossos produtos e serviços, assim como têm acesso a outras vantagens pontuais.

VOLUNTARIADO NA HORTA

A Casa da Horta precisa da tua ajuda!
  • Se tens algum projecto que achas interessante, que esteja relacionado com a nossa 


publicado por Maluvfx às 10:10
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 11 de Março de 2010
Abrigo de cães sem dinheiro para comida



São voluntários - apenas quatro - , acolhem e cuidam dos cães que outros vão abandonando em Santo Tirso (chegam a resgatar alguns do canil municipal, a fim de evitar o abate) e, agora, estão a desembolsar cerca de 1800 euros por mês para os alimentar.
Tudo porque à Associação dos Amigos dos Animais de Santo Tirso não chegam apoios.
A expectativa não é grande, mas Luísa Pelayo, presidente da associação, vai renovar o apelo à Câmara. "A ver se conseguimos algum donativo", porque, afinal, "são cães que não entram no canil e é dinheiro que poupam em alimentação e abates", observa. E são muitos: mais de duas centenas esgotaram a capacidade do abrigo, num terreno alugado em Santa Cristina do Couto.
A enérgica Jessica, por exemplo, foi encontrada nas ruas do centro de Santo Tirso. Ao pescoço, trazia um papel manuscrito que rezava assim: "Olá, eu sou a Preta e tenho dois meses. Por favor, vacinem-me, esterilizem-me, desparasitem-me e fiquem comigo". Sem mais. "Sabemos a matrícula [do carro de onde a cadela foi largada], fizemos queixa à GNR e ficou em águas de bacalhau", indigna-se Rita Sousa, uma das voluntárias, alertando para a necessidade de a Autarquia promover a esterilização dos animais que captura. Entretanto, os animais consomem todos os dias 120 quilos de alimento… "Temos o barracão da ração vazio. Estamos a pagar por dia 60 euros do nosso bolso", lembra Rita, explicando que até esse recurso já secou. "Neste momento, falta-nos ainda voluntários e adoptantes", lamenta a voluntária que em cada sábado se desloca do Porto a Santo Tirso para ajudar animais rejeitados.



publicado por Maluvfx às 07:10
link do post | comentar | favorito

Abrigo de cães sem dinheiro para comida



São voluntários - apenas quatro - , acolhem e cuidam dos cães que outros vão abandonando em Santo Tirso (chegam a resgatar alguns do canil municipal, a fim de evitar o abate) e, agora, estão a desembolsar cerca de 1800 euros por mês para os alimentar.
Tudo porque à Associação dos Amigos dos Animais de Santo Tirso não chegam apoios.
A expectativa não é grande, mas Luísa Pelayo, presidente da associação, vai renovar o apelo à Câmara. "A ver se conseguimos algum donativo", porque, afinal, "são cães que não entram no canil e é dinheiro que poupam em alimentação e abates", observa. E são muitos: mais de duas centenas esgotaram a capacidade do abrigo, num terreno alugado em Santa Cristina do Couto.
A enérgica Jessica, por exemplo, foi encontrada nas ruas do centro de Santo Tirso. Ao pescoço, trazia um papel manuscrito que rezava assim: "Olá, eu sou a Preta e tenho dois meses. Por favor, vacinem-me, esterilizem-me, desparasitem-me e fiquem comigo". Sem mais. "Sabemos a matrícula [do carro de onde a cadela foi largada], fizemos queixa à GNR e ficou em águas de bacalhau", indigna-se Rita Sousa, uma das voluntárias, alertando para a necessidade de a Autarquia promover a esterilização dos animais que captura. Entretanto, os animais consomem todos os dias 120 quilos de alimento… "Temos o barracão da ração vazio. Estamos a pagar por dia 60 euros do nosso bolso", lembra Rita, explicando que até esse recurso já secou. "Neste momento, falta-nos ainda voluntários e adoptantes", lamenta a voluntária que em cada sábado se desloca do Porto a Santo Tirso para ajudar animais rejeitados.



publicado por Maluvfx às 07:10
link do post | comentar | favorito

Abrigo de cães sem dinheiro para comida



São voluntários - apenas quatro - , acolhem e cuidam dos cães que outros vão abandonando em Santo Tirso (chegam a resgatar alguns do canil municipal, a fim de evitar o abate) e, agora, estão a desembolsar cerca de 1800 euros por mês para os alimentar.
Tudo porque à Associação dos Amigos dos Animais de Santo Tirso não chegam apoios.
A expectativa não é grande, mas Luísa Pelayo, presidente da associação, vai renovar o apelo à Câmara. "A ver se conseguimos algum donativo", porque, afinal, "são cães que não entram no canil e é dinheiro que poupam em alimentação e abates", observa. E são muitos: mais de duas centenas esgotaram a capacidade do abrigo, num terreno alugado em Santa Cristina do Couto.
A enérgica Jessica, por exemplo, foi encontrada nas ruas do centro de Santo Tirso. Ao pescoço, trazia um papel manuscrito que rezava assim: "Olá, eu sou a Preta e tenho dois meses. Por favor, vacinem-me, esterilizem-me, desparasitem-me e fiquem comigo". Sem mais. "Sabemos a matrícula [do carro de onde a cadela foi largada], fizemos queixa à GNR e ficou em águas de bacalhau", indigna-se Rita Sousa, uma das voluntárias, alertando para a necessidade de a Autarquia promover a esterilização dos animais que captura. Entretanto, os animais consomem todos os dias 120 quilos de alimento… "Temos o barracão da ração vazio. Estamos a pagar por dia 60 euros do nosso bolso", lembra Rita, explicando que até esse recurso já secou. "Neste momento, falta-nos ainda voluntários e adoptantes", lamenta a voluntária que em cada sábado se desloca do Porto a Santo Tirso para ajudar animais rejeitados.



publicado por Maluvfx às 07:10
link do post | comentar | favorito

Domingo, 28 de Fevereiro de 2010
Tourada polémica cancelada em Vila Franca de Xira
Receitas deveriam reverter para associação de defesa dos animais

Cartaz do festival taurino que foi cancelado

O festival taurino que estava marcado para as 16h00 deste domingo na Praça Palha Blanco, em Vila Franca de Xira, foi cancelado pela organização, que alegou o mau tempo sentido nos últimos dias para anular uma iniciativa cujas receitas deveriam reverter para a Associação dos Amigos dos Animais da cidade.

"A Empresa Tauroleve e a Casa dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira anunciam que o tempo adverso dos últimos dias impossibilitou hoje a recuperação da arena da centenária Praça de Toiros Palha Blanco, pelo que o espectáculo que estava anunciado para o dia de hoje foi anulado", anunciou a empresa Tauroleve e a Casa dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira em comunicado.
O festival taurino estava a provocar polémica porque, apesar de metade das receitas reverterem para a construção de um canil para a Associação dos Amigos dos Animais de Vila Franca de Xira, os responsáveis por essa entidade tinham vindo dizer que não poderiam aceitar um donativo resultante de um espectáculo de tauromaquia.


publicado por Maluvfx às 12:44
link do post | comentar | favorito

Tourada polémica cancelada em Vila Franca de Xira
Cartaz do festival taurino que foi canceladoCartaz do festival taurino que foi cancelado

Receitas deveriam reverter para associação de defesa dos animais


O festival taurino que estava marcado para as 16h00 deste domingo na Praça Palha Blanco, em Vila Franca de Xira, foi cancelado pela organização, que alegou o mau tempo sentido nos últimos dias para anular uma iniciativa cujas receitas deveriam reverter para a Associação dos Amigos dos Animais da cidade.

"A Empresa Tauroleve e a Casa dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira anunciam que o tempo adverso dos últimos dias impossibilitou hoje a recuperação da arena da centenária Praça de Toiros Palha Blanco, pelo que o espectáculo que estava anunciado para o dia de hoje foi anulado", anunciou a empresa Tauroleve e a Casa dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira em comunicado.
O festival taurino estava a provocar polémica porque, apesar de metade das receitas reverterem para a construção de um canil para a Associação dos Amigos dos Animais de Vila Franca de Xira, os responsáveis por essa entidade tinham vindo dizer que não poderiam aceitar um donativo resultante de um espectáculo de tauromaquia.



publicado por Maluvfx às 12:44
link do post | comentar | favorito


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Casa da Horta

Casa da Horta

Abrigo de cães sem dinhei...

Abrigo de cães sem dinhei...

Abrigo de cães sem dinhei...

Tourada polémica cancelad...

Tourada polémica cancelad...

arquivos

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Maio 2006

Dezembro 2005

Outubro 2003

Julho 2002

tags

todas as tags

favoritos

ANTI-TOURADAS

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds